Sábado, 27 de Novembro de 2021

Centenário da Academia Mato-Grossense de Letras

Setembro foi um mês muito especial para a Academia Mato-Grossense de Letras. No dia 7 foi comemorada com luz a data do seu centenário, o ponto alto das festividades do mês, entretanto, foi  a  solenidade de entrega da Medalha e Diploma  do Centenário da Academia Mato-Grossense de Letras, ocorrida na noite do dia 30, finalizando o mês. No salão nobre da  Casa Barão ocorreu a muito concorrida entrega das primeiras medalhas e diplomas alusivos aos 100 anos, com grande participação de autoridades e da sociedade. Segundo a presidente Sueli Batista,  até dezembro a instituição entregará suas honrarias e promoverá outros eventos que marcarão os 100 anos da instituição.

A AML é herdeira direta do Centro Matogrossense de Letras, oficialmente instalado no dia 7 de setembro de 1921.

 

Setembro iluminado

Foi com uma solenidade iluminada que a Academia Mato-Grossense de Letras marcou o dia do seu primeiro centenário. O evento do dia 7 de setembro, com número restrito de público, devido ao feriado prolongado, ocorreu  de forma híbrida. Na oportunidade foi inaugurado o projeto de iluminação, que contemplou a recepção, fachada, salão nobre, pátio e salão social, que teve o patrocínio das empresas Eletro Fios, de Cuiabá, e da Avant, de São Paulo. Estiveram presentes  pelos  empreendimentos, respectivamente, a  diretora  Zilda Zompero e a representante comercial Weslaine Monteiro Pazini.

 

Medalha comemorativa

Encerrando o mês de setembro, foram entregues as medalhas e diplomas do centenário. O primeiro a receber o mérito do centenário foi o ministro da Educação, Milton Ribeiro, o que demonstrou muito respeito pela instituição, na gestão de Sueli Batista, que foi reeleita no dia 25 de setembro. A segunda honraria entregue foi para o Ministério da Educação. “A honraria ficará exposta na instituição”, destacou o ministro. Ele disse na oportunidade que em 2021 a prioridade será dada para as crianças e destacou que o próximo ano será dos profissionais da Educação.

Da classe política foram destacados no discurso da presidente, e também receberam seus méritos: o senador Wellington Fagundes e os deputados estaduais Allan Kardec e Janaína Riva por suas contribuições para a AML. O deputado Dr. João e o governador Mauro Mendes, mesmo ausentes, foram citados no discurso da presidente pelo trabalho em prol da cultura, e receberão a medalha em novembro, juntamente com o secretário Alberto Carvalho, o  Beto Dois a Um, que tinha evento próprio da Secel-MT, no mesmo dia e hora. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, foi representado pelo secretário Francisco Vuolo. Kallil Baracat, prefeito de Várzea Grande, integrou a comitiva do ministro e recebeu sua distinção. Carlina Jacob, secretária municipal de Cultura de Cuiabá, também foi homenageada.

As  primeiras-damas do Estado, Virginia Mendes, e de Cuiabá, Márcia Pinheiro, não  puderam comparecer, as medalhas foram entregues na tarde do dia 1º de outubro.

Os amigos e amigas da Academia foram reconhecidos. Trata-se de empresas, instituições e pessoas que contribuem para a Casa Barão estar radiante: Mariza Bazo e Zilda Zompero, Top Service, representada por Thiago Pedroso, Eletro Fios, Marcos Estofados, representada pelo casal Neide Alves e Marcos de Paula, BPW Cuiabá,  ESI – Exata Soluções Integradas, que foi representada pela diretora, Fernanda Maximiano, Veralice Valéria, Diana Tereza Torres Esgaib, que reside em São Paulo e foi representada por seu filho, Francisco Eduardo Torres Esgaib, Rita Generosa Müller Pereira da Silva, representada por sua filha, Othilia Alzita Pereira da Silva Molina.

Representantes da Academia de Letras de Brasília, da Academia Mato-Grossense de Direito e da Academia Brasileira Rotária de Letras, também foram homenageados. O escritor Érico Debesaitis Metzner, de 17 anos, representou a juventude na solenidade.

 

Outros eventos

Sueli Batista disse que no dia 11 de novembro ocorrerão novas entregas de medalhas e será lançada a Comenda José de Mesquita, que presta uma homenagem ao primeiro presidente da instituição, mostrando assim um grande respeito pelo presente e pelo passado da AML. Receberão apenas ex-presidentes, representante da família de José de Mesquita e Neila Maria Souza Barreto, ocupante da Cadeira 19, que foi também ocupada pelo homenageado com a Comenda.

O encerramento das festividades do centenário, iniciadas em maio, com o Sarau Literomusical, será em dezembro. No dia 1º ocorrerão o lançamento da cápsula do tempo, o culto ecumênico e o descerramento de placas de reconhecimento aos amigos da Academia e corpo acadêmico do centenário; no dia 8  será a solenidade com entrega das últimas medalhas do centenário. Para fechar com chave de ouro ocorrerá a Cantata de Natal, programada para a semana de 12 a 19 de dezembro, com apresentações artísticas nos janelões da Casa Barão, sede da Academia Mato-Grossense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Estado de Mato Grosso, instituição também centenária.

Compartilhe esse Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Com muito ❤ por go7.site